Hipnose Kappasiniana — Parte 2 — Qual o Seu Perfil? Físico ou Emocional? Conheça o Aprendizado Hipnótico.

Hipnose Kappasiniana: Qual o Seu Perfil? Físico ou Emocional? Descubra agora. – Parte 2

Hipnose Kappasiniana: A Realidade Hipnótica do Aprendizado

Você pode me dizer que horas são? Emocionais responderiam 16:56. Físicos responderiam sim.

A Teoria E&F

Trata-se da Sugestibilidade Emocional e Física, teoria e estudo exclusivos à hipnose kappasiniana.

Emocionais precisam afetar o nível emocional antes de afetar o corpo. Físicos precisam afetar o corpo antes de afetar o nível emocional. Físicos processam estímulos internos e externos no corpo, para que depois se tornem emoções. Emocionais processam estímulos à nível emocional, para que depois se tornem sensações físicas.

Hemisférios Cerebrais

Emocionais funcionam predominantemente pelo hemisfério esquerdo do cérebro. Físicos funcionam predominantemente pelo hemisfério direito do cérebro.

Na Hipnose

Ambos os perfis carregam tendências hipnóticas que fazem jus aos seus nomes.

Logo, no processo hipnótico, emocionais respondem melhor a sugestões que afetam o nível emocional. Há também maior dificuldade com sugestões diretas e literais.

Já os físicos, respondem melhor sugestões que afetam o nível físico, e possuem maior dificuldade com sugestões indiretas ou por inferência.

Hipnose Kappasiniana: cada qual é um qual

A teoria E&F determina como a terapia é conduzida no tratamento em indivíduos dos diferentes perfis apontados.

Há distinção de técnica, estilo de comunicação, posicionamento, uso da distância, tom de voz, escolha de palavras, o que falar, o que não falar, quando falar, expectativa de resultados, tipos de resultado, compreensão dos resultados obtidos, dos sintomas diagnosticados em cada indivíduo, como lidar com eles, prioridades de tratamento e qual a postura profissional correta diante de cada situação específica apresentada.

Estes e outros pilares psicoterápicos sólidos, tornam a hipnose kappasiniana um sistema de psicoterapia completo, tendo a teoria de sugestibilidade E&P uma das maiores responsáveis por esta chancela.

Com 1 década de experiência com a hipnose kappasiniana, e sendo pioneiro no seu uso no Brasil, afirmo que o modelo de sugestão, dinâmica terapêutica, determinação de técnicas e filosofia de trabalho de John G. Kappas não é apenas único, mas é uma clara demonstração de como a hipnose por si só, com suas leis e considerações, é uma terapia, sim, e a mais penetrante e mais eficaz, por delinear a forma correta de como falar e como ser entendido no único nível que importa na mudança psicoterápica: o inconsciente.

Henrique de Azevêdo — CRT 45138

Variações

Sugestibilidade Intelectual

Com alta pontuação na escala emocional, há o perfil intelectual. A sugestibilidade intelectual se destaca pela tentativa constante de analisar, rejeitar ou racionalizar o que lhe é dito ou sugerido. Neste perfil de sugestibilidade funcionam bem instruções de auto-direcionamento.

Sugestibilidade Sonambúlica

Possui 50% de sugestibilidade emocional e 50% de sugestibilidade física. Responde bem tanto a sugestões literais e diretas quanto a sugestões por inferência, indiretas e metáforas. É o perfil utilizado em hipnoses de palco e entretenimento.

Discriminação dos Perfis E&F

Perfil Emocional

Características Hipnóticas

Maior responsividade à nível emocional durante a hipnose.

  • Entra no transe lentamente;
  • Sái do transe rapidamente;
  • Aprende inferencialmente;
  • Fala literalmente;

Método Hipnótico

  • Inferência e desorientação;

Variações de Perfil

  • Sonâmbulo;
  • Intelectual;

Perfil Físico

Características Hipnóticas

Maior responsividade à nível físico durante a hipnose.

  • Entra no transe rapidamente;
  • Sái do transe lentamente;
  • Aprende literalmente;
  • Fala inferencialmente;

Método Hipnótico

  • Literal e direto;

Variações de Perfil

  • Sonâmbulo;

Sugestibilidade Dominante e Subdominante

Todos possuem sugestibilidade dominante e subdominante. Logo, todos em algum nível são físicos e emocionais. Distinguir quais as tendências por indivíduo é o que é importante, além de saber como usá-las de acordo com as orientações, técnicas e especificações kappasinianas.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (artigo aguardando avaliação pública)
Loading...

Leia a primeira parte da série Hipnose Kappasiniana, onde falo sobre a Teoria dos Relacionamentos Hipnóticos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *